Growing in God

Os fundamentos para crescer em seu relacionamento com Deus


The Basics of Growing in your Relationship with God

Participar de um relacionamento com Deus por meio de seu filho Jesus Cristo é um começo maravilhoso – mas é apenas isso: um começo. Ainda que possa ser o final do caminho para vir a crer, é somente o início de outra jornada, que pode ser chamada “crescendo em Deus”. O apóstolo Paulo afirmou que “conhecer” Jesus Cristo era o grande objetivo de sua vida. Ele disse: “Quero conhecer Cristo, o poder da sua ressurreição e a participação em seus sofrimentos, tornando-me como ele em sua morte para, de alguma forma, alcançar a ressurreição dentre os mortos”. (Filipenses 3.10-11).

Paulo via o crescimento em Deus como um empreendimento que iria consumi-lo até que a morte o levasse à presença do próprio Deus! Então como podemos conhecer nosso grande Deus Salvador e crescer nele? Existem muitas maneiras, mas o tempo tem mostrado que algumas são essenciais. Nosso conhecimento a respeito dele só fará aumentar se estudarmos sua palavra, nos comunicarmos com ele em oração, compartilharmos a vida com outros crentes, falarmos a outros sobre o que Deus tem feito por nós, e o seguirmos diariamente em fé e obediência. Agora examinaremos brevemente cada um desses aspectos.

1. Estudar a palavra de Deus

Você não pode esperar que uma criança se torne um adulto saudável sem uma alimentação adequada. Crianças comem para crescer. Do mesmo modo, a palavra de Deus é o alimento espiritual que nutre cada cristão em crescimento. O apóstolo Pedro encorajou os seguidores de Jesus para que, como bebês recém-nascidos, “desejem de coração o leite espiritual puro, para que por meio dele cresçam para a salvação, agora que provaram que o Senhor é bom” (1 Pedro 2.2-3). Assim como existem muitas maneiras de comer, também há muitas maneiras de “absorver” a palavra de Deus que dá vida. Para começar, sugerimos as seguintes:

  • Leia sua Bíblia diariamente. Existem muitos planos de leitura de trechos da Bíblia a cada dia. Se você é um novo seguidor de Jesus, pode começar lendo alguns versículos do evangelho de João todos os dias até terminar o livro. Em seguida, passe para outro evangelho (Mateus, Marcos ou Lucas), ou uma das cartas “missionárias” de Paulo, como Efésios ou Filipenses. Talvez você também encontre uma Bíblia devocional, que seleciona trechos da Escritura para você ler diariamente e traz reflexões a respeito daquela passagem específica.
  • Ler a Bíblia toda em sequência. Algumas Bíblias contêm guias para lê-la sistematicamente. Se sua Bíblia não contém esse tipo de guia, você não terá dificuldade para encontrar um. Existem muitos disponíveis para baixar pela Internet em:  http://thegospelcoalition.org/blogs/justintaylor/2012/12/27/reading-the-bible-in-2013/.
  • Descobrir que a palavra de Deus está cheia de promessas para você. Memorize e medite sobre essas promessas. Mais uma vez, algumas Bíblias têm pelo menos uma relação parcial das promessas de Deus em sua seção de referências. Outras estão disponíveis gratuitamente. Digite as palavras-chave “Promessas de Deus” na área de busca:   http://bible.org/article/selected-promises-god-each-book-bible.
  • Estudar a Bíblia em grupo. Estudar a palavra de Deus juntamente com outros cristãos é uma maneira maravilhosa de crescer em entendimento e comunhão. Procure um líder numa igreja perto de você que seja fundamentada na Bíblia e pergunte sobre estudos em grupo dos quais possa participar.

Em todos os casos, a ênfase no estudo bíblico não deve ser simplesmente acadêmica, ou estudar por estudar. Você não está estudando para adquirir “entendimento cerebral”, mas para conhecer de forma mais profunda e completa o Deus cujo plano de salvação incluiu você. Você é parte da história dele agora!

2. Comunicar-se com Deus

A oração é simplesmente a comunicação com Deus – e é tão importante. Às vezes ela pode parecer uma comunicação de mão única, mas não é. A oração envolve falar com Deus e ouvir sua voz em resposta – quando ele fala por intermédio de sua palavra, de seus servos, e da pequena voz suave de seu Santo Espírito. Através da oração nós agradecemos a Deus por sua bondade para conosco, confessamos nossos pecados, o louvamos por quem ele é e fazemos pedidos. É na oração constante que crescemos em nosso relacionamento com Deus e amadurecemos em nossa fé. A Bíblia diz que devemos orar por tudo, e que devemos orar “sem cessar”. Na verdade, nada é pequeno demais para levar a Deus em oração. Ele é o Senhor de toda vida.

  • Adquira o hábito de passar tempo com Deus todos os dias. Aprenda a ouvir, bem como falar. Algumas pessoas chamam esse tempo com Deus de “hora silenciosa”, ou “hora tranquila”, mas de modo algum ele precisa ser silencioso. Você pode falar em voz alta, cantar louvores, ou ler em voz alta orações das Escrituras durante esse período. O importante é separar um tempo para Deus do qual você não abrirá mão, mesmo que sejam apenas alguns minutos de atenção total a cada manhã ou noite.
  • Mantenha um diário de oração. Registrar suas orações pode ajudá-lo a ver como Deus o conduziu e louvá-lo por sua fidelidade em dar-lhe não apenas o que você pediu, mas o que você de fato precisa. Tenha certeza e compartilhe as orações atendidas com outros também. A fidelidade de Deus para com você pode ser usada para fortalecer a fé de outra pessoa também!
  • Estude o que Jesus ensinou sobre a oração na “Oração Modelo”, no final deste estudo. Quando os discípulos de Jesus lhe pediram: “Senhor, ensina-nos a orar”, foi isso que Jesus respondeu. Muitas pessoas fazem essa oração automaticamente, como um hábito, sem refletir no que as palavras significam. Quando estudar essa oração, examine cada uma de suas partes e o que ela diz sobre o cuidado e preocupação constantes de Deus para com você.
  • Exercite-se para manter um diálogo ininterrupto com Deus ao longo do dia. Alguns chamam isso de “praticar a presença de Deus”. Lembre somente que Deus está com você durante o dia todo, todos os dias, e você tem liberdade para falar com ele sobre qualquer coisa, a qualquer momento.

3. Comunhão com outros cristãos

Conforme estudamos, quando uma pessoa vem a Cristo, ela se torna parte de seu corpo, a Igreja. Tal qual um corpo físico, cada membro desse corpo espiritual tem um propósito específico, uma identidade especial. E assim como um dedo não pode cumprir sua função longe da mão, um cristão isolado jamais conhecerá ou experimentará sua identidade longe do relacionamento com o corpo de uma igreja local. A comunhão é essencial para o crescimento cristão, e a Bíblia nos adverte para não abandoná-la (Hebreus 10.24-25). Na comunhão com outros crentes, aprendemos coisas sobre Deus e sobre nós mesmos que não podem ser aprendidas de outra maneira.

  • Quando começar sua caminhada na fé, encontre uma igreja perto de você que ensine claramente: a) a fé em cristo como caminho para conhecer Deus e receber a vida eterna, e b) a Bíblia como a palavra de Deus.
  • Descubra como você pode servir o corpo através dessa igreja local, de modo que Deus possa usá-lo e fazer você crescer.
  • Seja fiel em seu compromisso com uma igreja local. Não só você precisa da igreja - como sua igreja precisa de você!

4. Compartilhe sua fé com outros

Quando uma árvore que foi criada para dar fruto para de produzi-los, essa ausência de fruto é uma indicação clara de que a árvore não está saudável. Assim como uma árvore saudável dá fruto, um cristão saudável frutifica ao compartilhar a verdade vivificadora de Jesus com outros. A vida que Deus lhe deu acabará estagnada se você a mantiver para si mesmo e nunca falar a respeito dela para outros. Quando você passar adiante o que Deus lhe deu, ele o encherá de novo. Compartilhar sua fé é vital para a vida cristã – não motivado pela culpa, mas pela alegria e entusiasmo por sua bondade salvadora para com você.

  • Peça que Deus o ajude a fazer uma lista de pessoas com as quais ele quer que você compartilhe sua fé. Comece agora a orar pelo momento certo de fazer isso em cada caso.
  • Fique atento às oportunidades diárias de compartilhar. Pergunte a Deus: “O Senhor preparou essa pessoa para ouvir o que eu tenho para contar?” Esteja disposto a correr o risco. Os resultados podem ser mais emocionantes do que você imagina.
  • Familiarize-se com a seção Conhecendo Deus deste estudo, para que esteja preparado para explicar a razão da esperança que os outros certamente verão em você (1 Pedro 3.15).
  • Pratique a maneira de compartilhar sua fé de forma simples, como numa conversa. Você nunca sabe quando Deus lhe dará a oportunidade de contar sua história!

5. Aprenda a confiar e obedecer a Deus ao depender dele

Já se disse que todo conhecimento verdadeiro é o resultado da obediência; todo o resto é apenas informação. Se você realmente quer conhecer e experimentar Deus, você precisa confiar nele e obedecê-lo, na dependência do Espírito Santo que você recebeu. A obediência não é opcional para os cristãos. Mesmo que nossos pecados estejam perdoados, não podemos continuar pecando deliberadamente sem punição, apostando na graça de Deus. Podemos estar certos de que Deus não nos dará mais revelação e entendimento até cumprirmos com fidelidade o que ele já nos deu.

À medida que confiamos e obedecemos a Deus, somos mais e mais transformados à sua semelhança. Esse processo é chamado “santificação” e é o resultado esperado da salvação para cada homem e cada mulher. O propósito de Deus é que “Cristo seja formado” em seus filhos e filhas (Gálatas 4.19) – e esse processo não é automático, e sim o resultado do que um escritor denominou “uma longa obediência na mesma direção”.

Como nós participamos desse processo de santificação?

  • Aprendendo a palavra de Deus. A Bíblia é o principal caminho para que os cristãos saibam como obedecer a Deus. Nós a lemos tanto para aprender com ela, quanto para sermos transformados por ela de maneira sobrenatural – porque ela é um livro vivo, com o poder de nos mudar! (1 Timóteo 3.16-17)
  • Ao gastar tempo a sós com Deus, pedindo-lhe que mostre qualquer área de sua vida na qual você não está sendo obediente à sua palavra. Se houver áreas com as quais você luta e que parecem sempre levar a melhor, procure o conselho de um cristão mais velho e mais sábio, capaz de acompanhar você por seu problema e pedir contas a você.
  • Aprenda a ouvir e responder ao Espírito Santo de Deus a cada momento. Essa é uma prática que se torna mais fácil com o tempo, mas você pode e deve começar a conhecer e responder àquele que Jesus chamou de “Consolador”, e que Jesus enviou para estar ao nosso lado.
  • Confie em Jesus para completar o que ele começou. Assim como você, pela fé, confiou em Jesus para sua salvação, aprenda a confiar no Espírito Santo para o poder de obedecer a Deus a cada instante. Os justos não são apenas salvos pela fé, eles vivem pela fé que os salvou! (Filipenses 1.6)