The Greatest Miracle of All

Perdão dos pecados – o milagre dos milagres.


INTRODUÇÃO

Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: "Filho, os seus pecados estão perdoados". Estavam sentados ali alguns mestres da lei, raciocinando em seu íntimo: "Por que esse homem fala assim? Está blasfemando! Quem pode perdoar pecados, a não ser somente Deus? " Jesus percebeu logo em seu espírito que era isso que eles estavam pensando e lhes disse: "Por que vocês estão remoendo essas coisas em seus corações? Que é mais fácil dizer ao paralítico: ‘Os seus pecados estão perdoados’, ou: ‘Levante-se, pegue a sua maca e ande’? Mas, para que vocês saibam que o Filho do homem tem na terra autoridade para perdoar pecados — disse ao paralítico — eu lhe digo: Levante-se, pegue a sua maca e vá para casa".

– Marcos 2.5-11 

Mas entre todas as coisas que Jesus fazia, o que parecia causar mais ira era quando Ele dizia às pessoas que seus pecados estavam perdoados. Pois só Deus tem a autoridade para perdoar pecados.

Ao afirmar que fazia o  que só Deus pode fazer, na verdade Jesus estava alegando ser Deus, algo  que, de acordo com a lei hebraica, deveria ser punido com a morte.

– A ESPERANÇA, Capítulo 9

Observe e considere

Quando se trata de milagres, a documentação dos milagres de Jesus está numa categoria à parte. Contudo, há outras pessoas que ao longo da  história realizaram (ou a quem se atribuem)  milagres. E não são apenas outras pessoas da Bíblia, mas também fundadores de outras religiões. 

Porém, há um milagre na Bíblia que nenhum outro fundador de religião no mundo pode reivindicar: o perdão dos pecados. Jesus realmente disse às pessoas que seus pecados estavam perdoados (Mateus 9.2, Marcos 2.5, Lucas 5.20, 7.47). A base para o perdão que Ele ofereceu é o que Jesus conquistou por meio de Sua morte e ressurreição milagrosa.

A maioria dos líderes religiosos judeus ficou furiosa por Jesus ter dito: “Seus pecados  estão perdoados”,  pois só Deus pode perdoar o pecado. Na verdade, Jesus  alegou ser Deus. Ele sabia disso – e eles também.  E porque estes líderes religiosos não criam que Jesus era Deus,  consideraram Suas palavras uma blasfêmia, que é falar mal de Deus ou contra Ele ou alegar ser Deus1. Blasfêmia era uma ofensa passível de morte (Levítico 24.16).

Como vimos na lição 47, Jesus operou milagres para provar que era Deus (Marcos 2.10). No entanto, Jesus perdoava pecados porque era Deus. Pense  como esse grande milagre é diferente de qualquer outro. O perdão dos pecados é o milagre que:

  • supre a maior necessidade – porque pecado e separação de Deus são o maior problema do homem, e restauração e reconciliação são sua maior necessidade.
  • tem o maior impacto – a cura física é temporária. Perdão dos pecados produz vida eterna. É um milagre que dura para sempre!
  • cumpre o objetivo maior – Jesus disse que Ele veio buscar e salvar o que estava perdido (Lucas 19.10). O cumprimento deste objetivo é o bem supremo de Deus e o que Lhe traz a maior glória.
  • exigiu o preço mais alto de todos – exigiu a morte do Filho de Deus.
  • está à disposição do maior número de pessoas - "Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo" (Romanos 10.13).

Pergunte e reflita

  • Em sua opinião, por que os líderes religiosos daquela época tinham tantos problemas com Jesus? Você acha que foi somente porque, segundo eles, Ele cometeu o pecado de blasfêmia, ou você pensa que havia algo mais?
  • Você acha que o povo do tempo de Jesus ficou mais impressionado com os milagres visíveis do que com o perdão? E hoje? Por quê?

Decida e aja

O perdão de Deus para os pecados por intermédio de Seu Filho Jesus é um milagre que todos podem compartilhar, seja ao recebê-lo, seja ao falar sobre ele a outros. Se você nunca recebeu o perdão de Deus pelos pecados, se não tem certeza se seus pecados estão perdoados, vá imediatamente até a seção Conhecendo Deus no final deste estudo e examine honestamente o que está escrito ali. Deus é capaz de ser conhecido – e Ele deseja ser conhecido!

Se não houver dúvidas em sua mente de que você já recebeu o perdão de Deus, você conhece a sensação da verdadeira liberdade. Nunca esqueça que existem pessoas ao seu redor que jamais experimentaram isto. Todo mundo precisa do perdão de Deus... quer saiba disso ou não.

Em certo sentido, somos todos como um mendigo faminto necessitando do pão do perdão. Se você já recebeu o perdão de Deus, então você já encontrou e provou desse pão. Será que você não deveria contar aos outros onde podem encontrá-lo também? Jesus disse: "Eu sou o pão da vida. Aquele que vem a mim nunca terá fome; aquele que crê em mim nunca terá sede” (João 6.35).

For Further Study

Footnotes

1Merrill Unger, R.K. Harrison, Howard Vos, Cyril Barber. Blasphemy [A Definition]. (Unger’s New Bible Dictionary, 2006). “BLASPHEMY (Gk. ... Sometimes, perhaps, “blasphemy” has been retained by translators when the general meaning “evil–speaking” or “slander” might have been better (Psalm 74:18; Col. 3:8). ... There are two general forms of blasphemy: (1) Attributing some evil to God, or denying Him some good that we should attribute to Him (Leviticus 24:11; Romans 2:24). ... (2) Giving the attributes of God to a creature–which form of blasphemy the Jews charged Jesus with (Matthew 26:65; Luke 5:21; John 10:36).”