The Baptism of Jesus

Jesus declara Sua intenção de morrer em nosso lugar.


INTRODUÇÃO

Então Jesus veio da Galileia ao Jordão para ser batizado por João. João, porém, tentou impedi-lo, dizendo: "Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim? " Respondeu Jesus: "Deixe assim por enquanto; convém que assim façamos, para cumprir toda a justiça". E João concordou.
Assim que Jesus foi batizado, saiu da água. Naquele momento os céus se abriram, e ele viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre ele. Então uma voz dos céus disse: "Este é o meu Filho amado, em quem me agrado".

– Mateus 3.13-17 

Proclamando que o reino dos céus estava próximo, João conclamava o povo para viver de acordo com os caminhos de Deus. Quando as pessoas aceitavam o desafio de João para viver para Deus,  participavam de uma prática chamada batismo, na qual eram cobertas com água. Isso era feito para expressar a purificação e o compromisso de viver de acordo com as leis de Deus. E foi assim que um dia Jesus veio a João. Sabendo quem era Jesus, João pediu para ser batizado por Ele. Mas o tempo  do batismo em nome de Jesus ainda não havia chegado e Jesus foi batizado por João. Quando Jesus saiu da água, o Espírito de Deus desceu sobre Ele. E uma voz veio dos céus dizendo: “Este é o meu Filho amado em quem me agrado”.

– A ESPERANÇA, Capítulo 8

Observe e considere

A prática do batismo1 analisada nesta lição tem suas raízes nas lavagens ordenadas por Deus ao povo hebreu para que este se purificasse (Levítico 16.26, 28; 22.6, Números 19.7,19). Jesus, porém, não precisava de purificação. Talvez seja por isto que João, o qual conhecia Jesus desde a infância, tentou impedir Jesus de ser batizado e Lhe disse: "Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim?" (Mateus 3.14).

Se a purificação era desnecessária, qual o propósito do batismo na vida de Jesus?

A maioria dos teólogos concorda que nessa ocasião ocorreram no mínimo três coisas: identificação, unção e confirmação2. Em relação à identificação, muitos creem que Jesus, Aquele que veio não para anular a lei, mas para cumpri-la (Mateus 5.17), estava se identificando com o chamado de João à retidão – viver de acordo com os caminhos de Deus. Alguns, porém, acreditam que outra identificação ocorreu nessa ocasião.

Como professor da Bíblia, o Dr. H. A. Ironside afirmou: “Somos como pobres que  acumularam tantas dívidas que não podemos pagá-las. Esses são os nossos pecados. Essas queixas imensas foram apresentadas contra nós, e jamais poderemos saldá-las. Mas quando Jesus veio, Ele tomou todas estas dívidas, promissórias e contratos que não pudemos cumprir ou saldar e endossou-as com Seu próprio nome, dizendo com isso que Ele iria pagá-las. É isto que Seu batismo significa, e por isto Jesus disse a João Batista, “... convém que assim façamos, para cumprir toda a justiça” (Mateus 3.15). Ele declarou a Sua intenção de cumprir a justas demandas de Deus, assumindo Ele mesmo as dívidas dos homens”. 3

No batismo Jesus não se identificou  com Deus apenas em relação à justiça, Ele identificou-se com você e comigo em nossa necessidade de justiça. Jesus veio para oferecer-se como nosso substituto, cumprindo as justas exigências de Deus. Esta substituição começou com Seu batismo e foi concluída na cruz.

Nesse evento, a unção veio quando o Espírito desceu sobre Jesus na forma de uma pomba (Mateus 3.16). Unção é a capacitação de Deus para cumprir uma missão específica. Jesus está prestes a começar três anos de ministério público, que culminarão num ato sem paralelo de sofrimento e sacrifício para derrotar Satanás, o pecado e a morte. Jesus foi ungido para este fim.

A confirmação de Jesus foi manifestada na voz do Pai vinda do céu:  "Este é o meu Filho amado, em quem me agrado" (Mateus 3.16). Como vimos na lição anterior, essa confirmação não foi resultado de todos os milagres que Jesus tinha feito até este momento, porque até esse momento ainda não havia nenhum milagre. O que levou a essa confirmação foi quem Ele era (ou a quem Ele pertencia), e Sua disposição de estar naquele relacionamento.

Pergunte e reflita

  • Você está familiarizado com o tema batismo? Em caso afirmativo, como? Se não, o que você pensa sobre isso?
  • Você já foi batizado? O que isso significou para você na ocasião?
  • O que você pensa sobre a identificação de Jesus com você por meio do batismo? O que esse ato significa pessoalmente para você?

Decida e aja

Nesta lição você já viu que Jesus identificou-se com você em Seu batismo. Você já se identificou com Ele? Não restrinja sua interpretação dessa questão somente ao batismo. O batismo é uma expressão pública importante de sua identificação pessoal com Jesus. Mas você já se identificou pessoalmente com Jesus, Seus propósitos para sua vida e para o mundo ao seu redor? Se não, é aqui que você precisa começar.

Quando você identificar-se com Jesus dedicando e confiando sua vida a Ele, o Pai irá capacitá-lo a fazer exatamente aquilo para que Ele o criou e quer que você faça. Ao capacitá-lo, Ele também confirmará  que Ele Se agrada de você, que você está em um relacionamento correto com Ele. A confirmação Dele pode vir apenas como uma pequena voz em seu coração, ao invés de uma voz audível do céu, mas ela virá.

Lembre-se, seguir a Jesus começa com identificação. Você já se identificou com Ele? Se não, não demore. Vá imediatamente até a seção Conhecendo a Deus no fim deste estudo, e pense cuidadosamente no maravilhoso convite do Pai para você ser Seu filho ou filha.

Footnotes

1What is baptism? The process of baptism is very simple. The one to be baptized begins by standing, sitting, or kneeling in some water. Another Christian then lowers him/her under the water and then brings him/her back up out of the water. Some literally call this “immersion.” Some faiths sprinkle water on people instead of immersing them.
2Ray C. Stedman, The Servant Who Rules. Exploring the Gospel of Mark. Volume One: Mark 1–8. (Discovery House Publishers, © 2002 by Elaine Stedman). (http://www.raystedman.org/mark/mark1.html). Retrieved October 27, 2006.
3Dr. H.A. Ironside, as quoted by Ray C. Stedman in his book, The Servant Who Rules. Exploring the Gospel of Mark. Volume One: Mark 1–8. (Discovery House Publishers, © 2002 by Elaine Stedman). (http://www.raystedman.org/mark/mark1.html). Retrieved October 27, 2006.