From Blessing to Bondage

Onde você está dentro desse ciclo?


INTRODUÇÃO

Por mais de mil anos, o povo de Israel tentou viver como Deus havia ordenado. Porém muitas vezes eles se afastaram de Deus, às vezes até seguindo falsos deuses. Quando eles não voltavam para Deus, Ele os disciplinava, frequentemente enviando uma nação estrangeira para invadir sua terra e governar sobre eles. Então o povo então reconhecia sua infidelidade e clamava a Deus por livramento. Deus levantava um líder para livrar o povo de seus opressores,  e o povo renovava seu compromisso de viver de acordo com os caminhos de Deus. Da bênção à escravidão, muitas e muitas  vezes, ano após ano, o povo hebraico foi chamado para mostrar ao mundo como Deus é. Entretanto, por causa do pecado que contaminou o mundo, eles não conseguiam andar nos caminhos de Deus sem falhar. 

– A ESPERANÇA, Capítulo 7

Observe e considere

Enquanto estudamos esta lição, é importante lembrar que A ESPERANÇA apresenta um panorama resumido da Bíblia. Seria impossível um vídeo de 80 minutos cobrir a Bíblia inteira.  O trecho de A ESPERANÇA acima descreve o que aconteceu ao longo de um período de mais de mil anos. Durante este período vários reis e profetas deixaram sua marca na história de Israel. Suas histórias estão registradas em muitos livros da Bíblia. Contudo, se você tivesse de descrever este período em um parágrafo, o trecho acima seria uma descrição correta.

Esse texto descreve um ciclo que se repetiu muitas vezes na história do povo hebreu. Um autor descreveu esse ciclo da seguinte forma:

Da fé à obediência
Da obediência à benção
Da benção à abundância
Da abundância ao egoísmo
Do egoísmo ao juízo
Do julgamento ao cativeiro
Do cativeiro ao quebrantamento
Do quebrantamento à fé ...1

Depois do povo hebreu ver os milagres de Deus em seu êxodo do Egito, teve fé para obedecer a Deus. O povo apressou-se em prometer a fazer o que quer que Deus pedisse deles. Deus prometeu abençoá-los quando obedecessem, promessa que Ele cumpriu. De fato, o povo foi abençoado com abundância. E assim começou o ciclo, que continuou por séculos.

Essa progressão de causa e efeito não descreve apenas o povo hebreu, ela pode ser aplicada a qualquer nação ou indivíduo que tem um relacionamento com Deus. Observe que existe uma diferença entre benção e abundância. Abundância geralmente significa ter mais do que necessitamos. Do ponto de vista de Deus, ter mais do que precisamos  implica na responsabilidade de usar o excedente para glorificar a Deus ao abençoar os outros. Qualquer outra coisa é egoísmo. No caso do povo hebreu, o egoísmo foi seguido pelo juízo. Há um versículo no Novo Testamento (Hebreus 12.6) que nos diz que Deus disciplina aqueles a quem Ele ama. O julgamento de Deus sobre o povo hebreu foi motivado por Seu amor para com eles. Seu juízo muitas vezes resultou em sujeição a outra nação, levando-os um lugar de quebrantamento e consciência de sua necessidade de Deus!

Pergunte e reflita

  • Você consegue lembrar de alguma situação específica em que o ciclo descrito acima ocorreu com nações, grupos de pessoas ou indivíduos? Explique. 
  • A mudança critica nesse ciclo é a transição da abundância ao egoísmo. Você já observou essa transição em sua vida? Como você acha que isso poderia ser evitado? Explique.
  • Em que ponto desse ciclo você está? Explique. 

Decida e aja

Pense sobre o passo de obediência nesse ciclo que examinamos. Fé é um presente de Deus (Efésios 2.8). Podemos pedir a Deus por fé, mas não podemos fabricá-la. Quebrantamento é a consciência esmagadora de nossa insuficiência sem Deus. Podemos resistir à obra de Deus em nossa vida para nos quebrantar, mas não podemos quebrantar a nós mesmos. Cada passo nesse ciclo, exceto a obediência, é algo que Deus faz por nós. A obediência, por outro lado, é responsabilidade do homem.

Vejamos o verdadeiro significado da obediência. 1 Samuel 15.22 diz: “A obediência é melhor do que o sacrifício”. Há uma diferença entre sacrifício e obediência. Um sacrifício pode ser um ato de obediência, mas também pode ser outra coisa. Uma pessoa pode oferecer um sacrifício por sua própria iniciativa quando quiser, onde quiser, e como quiser. É possível que alguém faça um sacrifício que Deus jamais exigiu.

A obediência é diferente. Obediência sempre é a única respota apropriada do homem a Deus. A verdadeira obediência é algo que começa no coração. Obediência traz bênção. A obediência é a única coisa que impedirá a abundância de produzir egoísmo.

Verifique em que ponto você está nesse ciclo que definiu o povo hebreu por tantos anos. Onde quer que você esteja, responda a Deus com obediência de coração. 

For Further Study

Footnotes

1Fred Carpenter, GENERATION, Personal Study Guide. (© Mars Hill Productions, 1997, page 10).