Sin – What Exactly Is It?

A Doença Espiritual Fatal que Infectou toda Humanidade.


INTRODUÇÃO

...da mesma forma como o pecado entrou no mundo por um homem, e pelo pecado a morte, assim também a morte veio a todos os homens, porque todos pecaram...

– Romanos 5.12

Então ela deu o fruto para Adão, e ele comeu. E imediatamente eles se tornaram cientes de sua nudez e ficaram envergonhados. Algo terrível havia acontecido. Alguma coisa mudara. O mal em Satanás era como uma doença infecciosa. E através da desobediência de Adão, essa doença foi disseminada no mundo. Isto chama-se pecado. É um poder que opera dentro de uma pessoa para destruir o seu relacionamento com Deus, levando finalmente a morte a tudo o que toca. Adão e Eva tinham sido criados para viver para sempre em perfeita harmonia com Deus. Ao comerem do fruto, eles agiram de maneira independente de Deus, exatamente como Satanás havia agido. Agora eles experimentariam a morte, primeiro a morte espiritual e depois a física. E através de Adão, o pecado passaria de geração a geração, infectando toda a humanidade até os dias de hoje.

– A ESPERANÇA, Capítulo 3

Observe e considere

A palavra pecado aparece 350 vezes na Bíblia. Na maioria das vezes é usada para identificar um ato contra Deus (geralmente chamado de transgressão na Bíblia).  Na verdade, uma das definições de pecado é literalmente “errar o alvo”.1 Com isto em mente, poderíamos dizer que o “alvo” é o caminho de Deus, e quando erramos esse caminho, estamos pecando.

A palavra pecado é também usada na Bíblia para descrever o poder que incita as pessoas a se rebelarem contra a autoridade de Deus. Não é apenas um ato ou ação contra Deus; é um poder personificado que nos influencia a agir contra Deus (veja Gênesis 4.7 e Romanos 6.12-13). Por intermédio de Adão, esse poder fatal alastrou-se por toda humanidade.

Você pode ver porque A ESPERANÇA descreve o pecado como uma doença infecciosa.2 Ela não pode ser diagnosticada com tecnologia médica porque não é uma doença física. É uma doença espiritual, que sempre traz a morte. E somente Deus tem a cura.

Pergunte e reflita

Muita gente pensa que tudo que precisamos fazer para sermos aceitos por Deus é sermos bons. E existe uma noção popular segundo a qual quem consegue fazer mais bem do que mal na vida irá para o céu. O problema é que mesmo se alguém conseguir viver uma vida perfeita (o que nenhum de nós consegue – Romanos 3.23), essa pessoa ainda estará infectada pelo pecado, que é o suficiente para impedir-nos a ter um relacionamento correto com Deus. Veja, não são apenas os nossos “pecados” que impõem uma barreira entre nós e Deus, é o nosso “pecado”. Como vimos na Lição 17, quando estudamos sobre Satanás, sozinhos não somos capazes de enfrentá-lo, assim como também não somos capazes de vencer o pecado sem o poder de Deus operando em nós.

  • Existem coisas em sua vida com as quais você luta, talvez até habitualmente?
  • Há impulsos e desejos na sua vida que você não consegue erradicar, por mais que se esforce?
  • Depois de responder essas perguntas honestamente, você acha difícil crer que há um poder operando em você chamado pecado?

Decida e aja

Se você permitir, Deus irá livrá-lo do poder do pecado, e um dia o livrará completamente da presença do pecado. Mas a escolha é sua. Você precisa aceitar o remédio Dele para o problema do pecado, confessando que não pode vencê-lo com suas próprias forças. Não há outra cura a não ser a de Deus. Ele a oferece a todos como um presente. Você já recebeu esse presente de Deus?

Entenda que um presente não é um presente até que seja aceito. A seção Conhecendo a Deus no final deste guia de  estudo descreve em detalhes o presente de Deus e como recebê-lo.

For Further Study

For an in–depth study of sin as a spiritual disease, consider reading the following resources:

  • Dr. Bill Gillham, “The Power of Sin” from the November 1988 issue of Discipleship Journal. (http://brotherheart.wordpress.com/articles-by-bill-gillham/the-power-of-sin-part-2/) Retrieved October 6, 2006.
  • John Calvin, Institutes of the Christian Religion. (http://divdl.library.yale.edu/dl/FullText.aspx?qc=Eikon&q=3154&qp=28) Retrieved October 6, 2006. “Declaring that all of us died in Adam, Paul at the same time plainly testifies that we are infected with the disease of sin.”
  • William Perkins, The Art of Prophesying (1592, repr. Banner of Truth Trust, 1996, 54–55). As quoted by R. Scott Clark (Associate Professor of Historical and Systematic Theology, Westminster Seminary California), Classical Covenant Theology – Part 1: On Law and Gospel. (http://www.monergism.com/thethreshold/sdg/perkins_prophesying.html) Retrieved August 27, 2015. “The law exposes the disease of sin, and as a side–effect, stimulates and stirs it up. But it provides no remedy for it. However, the gospel not only teaches us what is to be done; it also has the power of the Holy Spirit joined to it.”
  • John Wesley, The Works of John Wesley, 14 Volumes, 5:449 (Peabody, Massachusetts, Hendrickson Publishing House, 1986). As quoted by Earl Robinson, Wesleyan Distinctives in Salvation Army Theology. (https://www.salvationist.org/extranet_main.nsf/vw_sublinks/8E93913570C2699B80256F16006D3C6F?openDocument). Retrieved October 5, 2006. “The preaching of the gospel, on the other hand, is the offer of a physician for the disease of sin. Wesley said: ‘It is absurd ...to offer a physician to those that are whole, or that at least imagine themselves to be. You are first to convince them that they are sick; otherwise they will not thank you for your labor.’”

Footnotes

1Charles C. Ryrie, Basic Theology (© Victor Books, a Division of Scripture Press Publications, Inc., Wheaton, Illinois, 1988, p. 212). “Indeed, it might be a good idea to define it [sin] thus: sin is missing the mark, badness, rebellion, iniquity, going astray, wickedness, wandering, ungodliness, crime, lawlessness, transgression, ignorance, and a falling away.”
2Billy Graham, “When Having It All Isn’t Enough” from the June 2004 issue of Decision magazine. Retrieved October 5, 2006.

Scripture quotations taken from the NASB