The Coming of the Spirit

O Espírito Santo e o mistério da Trindade.


INTRODUÇÃO

E eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Conselheiro para estar com vocês para sempre, o Espírito da verdade. O mundo não pode recebê-lo, porque não o vê nem o conhece. Mas vocês o conhecem, pois ele vive com vocês e estará em vocês. Não os deixarei órfãos; voltarei para vocês. Dentro de pouco tempo o mundo não me verá mais; vocês, porém, me verão. Porque eu vivo, vocês também viverão. Naquele dia compreenderão que estou em meu Pai, vocês em mim, e eu em vocês.

– João 14.16-20

Chegando o dia de Pentecoste, estavam todos reunidos num só lugar. De repente veio do céu um som, como de um vento muito forte, e encheu toda a casa na qual estavam assentados. E viram o que parecia línguas de fogo, que se separaram e pousaram sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito os capacitava. Havia em Jerusalém judeus, devotos a Deus, vindos de todas as nações do mundo. Ouvindo-se o som, ajuntou-se uma multidão que ficou perplexa, pois cada um os ouvia falar em sua própria língua.

– Atos 2.1-6

Nós os ouvimos declarar as maravilhas de Deus em nossa própria língua!

– Atos 2.11

Poucos dias depois de Jesus ascender ao céu, seus seguidores estavam reunidos. De repente veio um ruído do céu como vento forte, que encheu a casa toda. Eles viram o que parecia línguas de fogo, que pousaram sobre cada um deles. E todos eles ficaram cheios do Espírito Santo de Deus e começaram a falar em línguas que não eram a sua. Tal como Jesus prometera, seus seguidores não estavam sozinhos, pois sua presença estava sendo manifestada neles pelo Espírito de Deus, que os enchia.    

– A ESPERANÇA, Capítulo 12

Observe e considere

Na véspera de sua crucificação, Jesus prometeu aos seus discípulos que não os deixaria órfãos. Ele contou-lhes que o Pai enviaria o Ajudador, o Espírito Santo (João 14.16), que estaria com eles para sempre. No quinquagésimo dia depois de sua ressurreição (o Pentecostes), a promessa de Jesus se cumpriu. O Espírito Santo veio e encheu os seguidores de Jesus.

Em Gênesis 1.26, Deus fala a seu próprio respeito no plural. “Façamos o homem à nossa imagem”. Em Mateus 28.19, Jesus disse: “Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”. Esses versículos (e muitos outros1) declaram uma verdade que é claramente ensinada, embora não necessariamente explicada na Bíblia. Deus é um (Deuteronômio 6.4), e ele é três-em-um. Ele não é um Deus com três partes. Não existem três deuses distintos que vivem em comunidade. Deus é três-em-um. Essa verdade é conhecida como a doutrina da Trindade e, ainda que seja sustentada pelas Escrituras, continua sendo um mistério para a mente humana.

Assim como a Bíblia fala a respeito do Pai e do Filho como sendo Deus, ela também fala do Espírito Santo como tendo os atributos de Deus:

  • Eterno – não tem começo nem fim (Hebreus 9:14)
  • Onipotente – tem todo o poder (Lucas 1.35)
  • Onipresente – está em toda parte ao mesmo tempo (Salmo 139.7)
  • Onisciente – sabe todas as coisas (1 Coríntios 2.10,11)

Embora ele seja Deus e manifeste todos os atributos de Deus, o Espírito Santo não chama a atenção para si mesmo. A maioria dos teólogos diria que o ministério do Espírito Santo é mediar ou manifestar (tornar conhecida) a pessoa e presença de Jesus Cristo em Deus, o Pai. Em João 14.9, Jesus disse: “Quem me vê, vê o Pai”. O Espírito Santo revela Jesus (João 15.26) e Jesus revela o Pai.

Em 1 João 4.16, João declara que Deus é amor. Pense – para que seja exprimido, o amor precisa ter um objeto. Alguns dizem que Deus criou o homem como o objeto de seu amor. Isso não era necessário, porque desde a eternidade passada o Deus triúno já tinha um objeto de amor em si mesmo! Um teólogo descreveu a Trindade como uma infinita explosão de amor e vida de um para o outro!2 Pense nisso... uma explosão eterna.

O Espírito Santo que veio para encher os seguidores de Jesus capacitou-os a entrar e participar dessa comunhão íntima e terna que existe entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Isso é o que Jesus descreveu quando, no versículo final do texto de João 14, ele disse: “Naquele dia compreenderão que estou em meu Pai, vocês em mim, e eu em vocês”.

Depois de seus seguidores terem sido enchidos com o Espírito Santo, saíram em poder e proclamaram as maravilhas de Deus numa língua celestial, e todos os que os ouviram podiam entendê-los em sua própria língua. Esse era o Espírito Santo tornando Jesus conhecido, e o Espírito Santo continua a tornar Jesus conhecido hoje!

Pergunte e reflita

Já se usaram muitas analogias para tentar explicar a doutrina da Trindade. Cerca de 20 anos atrás, um professor de seminário compartilhou uma analogia com seus alunos, comparando a Trindade a um livro que possui comprimento, largura e espessura. O comprimento não é a largura do livro; a largura não é sua espessura. Essas três dimensões podem ser descritas separadamente, embora estejam interligadas. Se você tirar uma dimensão, não estará mais descrevendo um livro.3 Da mesma maneira, o Deus triúno tem três membros separados que estão unidos entre si, e se você tentar tirar um, não terá mais Deus.

Com certeza nenhuma analogia fará com que sondemos completamente o incrível mistério da Trindade. Mas analogias podem ser úteis. Essa ilustração ajuda você a entender a Trindade? Por que sim ou por que não? Como você poderia ajudar alguém a entender o mistério da Trindade?

Decida e aja

Ao iniciar os comentários finais no livro de Romanos, o apóstolo Paulo escreve (Romanos 15.13): “Que o Deus da esperança os encha de toda alegria e paz, por sua confiança nele, para que vocês transbordem de esperança, pelo poder do Espírito Santo”. Está claro que Deus não espera que vivamos uma vida que o honre por nossa própria força. Ele quer que confiemos no Espírito Santo. Como você está fazendo isso em sua caminhada com Deus? Você está cansado? Jesus disse: “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso” (Mateus 11.28). Momento a momento, pela fé, confie em Deus, o Pai, para manifestar a presença de Jesus em e através de você pelo poder o Espírito Santo. Permita que o Espírito o encha constantemente.

For Further Study

Footnotes

1Genesis 3:22; Genesis 11:7; Isaiah 6:8; 2 Corinthians 13:14.
2Leonardo Boff, Holy Trinity, Perfect Community. Orbis Books, 2000, p.15.
3Harold Willmington, Willmington’s Bible Study Library 1 & 2: The Doctrine of the Trinity. p.9. Retrieved December 11, 2006.